Lançamentos da Semana Amazon Prime e Star+

Hoje trago para vocês os 3 lançamentos da semana na Amazon Prime Vídeo, são os 3 melhores do momento, top 1 na plataforma, assistido por centena de pessoas nesse final de semana, ja pega sua pipoca e vamos para os filmes e sinopse de cada um deles.

As We See It conta a história de três colegas de quarto de vinte e poucos anos com autismo. Jack, Harrison e Violet lutam para conseguir e manter empregos, fazer novas amizades e se apaixonar. Com ajuda de suas famílias e amigos, eles irão tentar alcançar os seus objetivos pessoais rumo à independência e aceitação em um mundo que os ilude.

Baseada num formato israelita criado por Dana Idisis e Yuval Shafferman, este original Amazon é da autoria do vencedor do Emmy, Jason Katims (“Friday Night Lights”).

Katims atua igualmente enquanto guionista e produtor executivo ao lado de Idisis, Shafferman, Jeni Mulein, Danna Stern e Udi Segal. Jesse Peretz (“GLOW”) é o realizador e produtor executivo do primeiro episódio. A mesma é produzida pela True Jack Productions, Universal Television (divisão de Universal Studio Group), Yes Studios de Israel e Amazon Studios.

Leia+ Na Rússia novas exigências a Streaming como Netflix começam a valer a partir de Março

A lenda do Cavaleiro verde – Amazon Prime

Ambientado na Grã-Bretanha, A Lenda do Cavaleiro Verde narra a história de Sir Gawain (Patel), o sobrinho imprudente e obstinado do rei Arthur (Sean Harris), que embarca em uma missão para enfrentar o mesmo Cavaleiro Verde que um dia atacou seu tio.

Esse filme já nasceu fadado ao sucesso, seja por sua temática profunda e complexa, repleta de simbolismos. Seja por sua estética e referências às histórias conhecidas do rei Artur e seu cavaleiros. O filme foi inspirado no poema Sir Gawain e o Cavaleiro Verde, que foi escrito no século XIV. Porém, ao contrário do que está na história “original”, o filme traz um protagonista que não é um cavaleiro.

Em entrevistas, o diretor admite que sentiu que deveria mudar o contexto da história para uma coisa mais “moderna”. Se Gawain começasse como no conto, o mais provável é que ficássemos sem entender sua motivação. Pois são conceitos arcaicos que não cabem nos dias atuais. Então, se pensarmos no mundo em que estamos, conseguimos nos conectar mais facilmente com alguém que não atingiu o seu potencial. E se sente indigno (pode entrar, síndrome do impostor).

Veja Também: Lançamentos da Semana Netflix

O último Duelo – Star+

O longa é inspirado na história real de Marguerite de Carrouges, vivida aqui por Jodie Comer. Nobre francesa que desafiou os costumes medievais ao denunciar o homem que a violentou. Jacque Le Cris (Adam Driver), e o julgamento que se sucedeu ao crime.

Mas em uma tentativa de remontar o caso a partir de três diferentes perspectivas. O Último Duelo se perde em uma repetição agoniante, mais preocupada em estabelecer a rivalidade entre Le Cris e Jean de Carrouges (Matt Damon). Do que a luta por justiça de Marguerite em uma época em que a Igreja ditava cada lei de uma nação.

Então outro grande problema de O Último Duelo é a atuação nada inspirada do elenco principal. Matt Damon e Adam Driver, por exemplo, interpretam cada diálogo com uma pompa novelesca, competindo pela câmera como dois irmãos brigando pela atenção dos pais. DATA aqui

A pior interpretação, no entanto, fica por conta de Ben Affleck. O ator parece regredir à pior fase de sua carreira. E entrega um trabalho digno dos infames Demolidor: O Homem Sem Medo e Contato de Risco. O Espetacular Homem-Aranha Android 11 aqui

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
AGUARDE OS SEGUNDOS